Executivo do ano da MLB de 2016 pela Sporting News e campeão da terceira World Series na carreira de dirigente. Nomeado menos de um mês atrás o melhor líder do mundo pela Fortune Magazine e agora uma das 100 pessoas mais influentes da Terra pela Time. No mundo do beisebol, uma das primeiras pessoas que alguém poderia lembrar atualmente ao tentar adivinhar como dona deste currículo seria Theo Epstein. E seria um chute correto.

Aos 43 anos e 15 temporadas como general manager por Boston Red Sox e Chicago Cubs, Epstein ganhou (novamente) visibilidade mundial ao quebrar uma seca de títulos de 108 anos com um elenco realmente ótimo que ajudou a montar. Um dos resultados disso foi aparecer hoje na seleta lista da Time, que também leva nomes como Papa Francisco, LeBron James e Donald Trump.

Ao ler o perfil do executivo dos Cubs, deve ter sido fácil entender o motivo de sua presença no grupo dos mais respeitados do planeta: para ficar mais especial foi escrito por um torcedor roxo da equipe de Chicago, em bom português. John Cusack, ator e roteirista, que chegou a dizer que o título do ano passado foi o “melhor momento esportivo do século”.

Outro dos triunfos da World Series de Epstein também foram para quebrar longos anos sem conquistas: em 2004 com o título dos Red Sox sobre o St Louis Cardinals em uma varrida, foi finalizada a seca do time de Boston que desde 1918 não levantavam o troféu mais cobiçado do beisebol.


Comentários? Feedback? Siga-nos no twitter em @casadobeisebol e curta-nos no Facebook.