Amanhã já é setembro e chega o último mês de temporada regular da MLB. Momento definitivo nas lutas pelos títulos de divisão e pelas vagas de wild-card. Nas últimas temporadas acompanhamos algumas grandes surpresas neste último mês, grandes favoritos que tiveram um péssimo mês e perderam vagas que já estavam quase garantidas, e outros “azarões” que tiveram um ótimo mês de setembro e se classificaram aos playoffs no último momento (como os exemplos da temporada de 2011, negativo no caso do Boston Red Sox, e positivo para o St. Louis Cardinals).

Vamos então atualizar a situação das equipes que entram em setembro brigando por vagas na pós-temporada:


Liga Americana

Os três favoritos a vencer suas divisões na Liga Americana no início da temporada encontram-se na primeira colocação, mas nenhum ainda com uma situação confortável o suficiente para crer que já está garantido como campeão de divisão. Quem vem apresentando um melhor retrospecto recente é o Cleveland Indians, a equipe com a melhor campanha em toda a MLB neste mês de agosto (com 19 vitórias e oito derrotas, mas podendo ser ultrapassado hoje pelo rival de divisão Minnesota Twins, que tem 19 vitórias e nove derrotas). A equipe vem crescendo no momento certo, e demonstrando consistência tanto entre os rebatedores como na rotação e bullpen.

Resultado de imagem para corey kluber win

Corey Kluber e os Indians vêm crescendo no momento certo na luta pela pós-temporada na Liga Americana

Já a equipe dos Red Sox também apresentou um crescimento no mês de agosto, com 17 vitórias e seis derrotas, e assumiu a liderança da divisão depois de momentos de instabilidade nos últimos meses. O Houston Astros veio no caminho oposto, com a pior campanha da Divisão Oeste no mês de agosto (a segunda pior na Liga Americana, e a terceira na MLB) e já ligou o sinal amarelo. A situação para os Astros só não é pior pois a equipe vinha de ótimas campanhas nos meses anteriores e havia ganhando uma “importante” gordura na tabela e, por isso, ainda tem a melhor campanha na Liga Americana. Fica a incerteza do quanto os estragos recentes do furacão Harvey na cidade de Houston pode abalar a equipe neste último mês de temporada.

A disputa pelo wild-card na Liga Americana está muito aberta, já que com exceção de Chicago White Sox, Oakland Athletics, Detroit Tigers e Toronto Blue Jays, todas as outras equipes tem ao menos um restinho de esperança para sonhar com a pós-temporada. Hoje os classificados seriam New York Yankees, que devem estar alertas após uma campanha não muito boa neste mês (13-15), e Minnesota Twins, que precisa continuar com a ótima campanha feita em agosto. Em tese a tabela é mais fácil para os Twins, que ainda terão duas séries contra o Kansas City Royals e Detroit Tigers, e uma contra San Diego Padres e Toronto Blue Jays, equipes da parte de baixo e com poucas ambições na temporada. Já os Yankees terão várias séries que serão confrontos diretos e irão definir o futuro do time em outubro, como Boston Red Sox, Baltimore Orioles, Texas Rangers, além do próprio Twins.

Resultado de imagem para yankees twins

Liderado atualmente por Yankees e Twins, a briga pelo wild card na Liga Americana promete emoções

Entre as equipes postulantes ao wild-card o Baltimore Orioles (1.5 jogos atrás dos Twins), Los Angeles Angels (1.0) e Texas Rangers (3.0) são os que vem em melhor momento e que demonstram mais capacidade de “roubar” alguma vaga na pós-temporada. A equipe da Califórnia teve uma ótima campanha em agosto, mês em que seu principal astro Mike Trout voltou de lesão, com 17 vitórias e 10 derrotas e a recente aquisição de Justin Upton demonstra as reais ambições da equipe de tentar vencer agora.

O calendário será difícil para as três equipes, com algumas séries entre si e contra outros oponentes na luta pelo wild card e pela divisão — dentre os principais confrontos, os Rangers enfrentarão os Angels (2x), Mariners (2x), Astros (1x) e Yankees (1x); enquanto os Angels terão séries contra Rangers (2x), Astros (2x), Indians (1x) e Yankees (1x) e os Orioles terão pela frente Yankees (2x), Rays (2x), Red Sox (1x) e Indians (1x).

Atual quadro de classificação das equipes na Liga Americana:

AL W L GB SRS
East
BOS 76 57 0.8
NYY 70 62 5.5 1.0
BAL 68 65 8.0 0.0
TBR 67 68 10.0 0.1
TOR 61 72 15.0 -0.6
Central
CLE 76 56 1.1
MIN 69 63 7.0 0.0
KCR 65 67 11.0 -0.3
DET 58 74 18.0 -0.4
CHW 52 79 23.5 -0.7
West
HOU 79 53 1.1
LAA 69 65 11.0 0.2
TEX 66 66 13.0 0.3
SEA 66 68 14.0 -0.1
OAK 58 75 21.5 -0.6

Liga Nacional

A Liga Nacional apresenta situações bem mais definidas do que na Liga Americana. Los Angeles Dodgers e Washington Nationals (primeira e segunda melhor campanha geral da MLB, respectivamente) estão confirmando o favoritismo e já são os virtuais campeões de suas divisões. As duas equipes também tiveram as duas melhores campanhas da Liga Nacional no mês de agosto, e não há dúvidas de suas presenças na pós-temporada, em outubro.

Resultado de imagem para dodgers kershaw

Apesar da ausência de Kershaw desde julho, os Dodgers continuam dominando a Liga Nacional

Já a equipe que era considerada favorita na Divisão Central, o atual campeão da World Series, Chicago Cubs, está enfrentando mais dificuldade para confirmar seu favoritismo, e tem uma vantagem de apenas 3.5 jogos em relação ao segundo na divisão, Milwaukee Brewers. Apesar da melhor campanha na divisão no mês de agosto, com 15 vitórias e 12 derrotas, a equipe de Illinois não consegue deslanchar e se distanciar de seus principais rivais na divisão, Brewers e Cardinals (respectivamente 13-12 e 14-12 em agosto). A disputa pela NL Central é com maior potencial para emoções pois terá várias séries de confronto direto; Cubs terá mais duas séries tanto contra Cardinals e Brewers, enquanto os dois últimos ainda se enfrentarão em mais uma oportunidade neste mês de setembro.

Em relação ao wild-card, duas equipes vêm há bastante tempo consolidadas nestas posições, Arizona Diamondbacks e Colorado Rockies. A situação é mais confortável para os DBacks que, além de ter melhor campanha, ainda tem um calendário teoricamente mais suave, com séries majoritariamente contra equipes na parte de baixo da tabela, como Royals, Padres e Giants (e já não enfrentará mais o poderoso rival de divisão, Dodgers, nem o Nationals). Já para os Rockies a situação é mais preocupante pois, além de um momento não muito bom (11 vitórias e 15 derrotas e agosto), a equipe ainda tem mais duas séries contra o Dodgers e uma contra DBacks e Marlins.

Resultado de imagem para rockies d-backs

D-backs e Rockies seguem como favoritos ao wild card na Liga Nacional

Entre as equipes que podem se aproveitar de uma eventual queda de DBacks e Rockies — especialmente desta última — e ainda sonhar com uma vaga no wildcard estão Miami Marlins, Milwaukee Brewers e St. Louis Cardinals (os dois últimos ainda com possibilidades plausíveis de sonhar com a divisão). Os Marlins — muito devido ao insano mês de Giancarlo Stanton — tem a terceira melhor campanha da NL em agosto com 16 vitórias e 10 derrotas e, após muitos já terem colocado a equipe da Flórida fora da disputa pela pós-temporada, voltou a ter aspirações neste ano. São 5.5 jogos atrás dos Rockies e um calendário equilibrado, enfrentando séries tanto contra equipes sem pretensões no ano (duas vezes contra Braves e Phillies e uma vez contra Mets) e outros mais difíceis (uma vez cada contra Nationals, Rockies e Brewers). Contudo, as campanhas com razoável vantagem e um calendário minimamente equilibrado para seus adversários, fazem que a equipe de Arizona e Colorado ainda sejam as favoritas para confirmar as vagas de wild card na Liga Nacional.

Atual quadro de classificação das equipes na Liga Nacional:

NL W L GB SRS
East
WSN 81 51 0.9
MIA 66 66 15.0 -0.3
ATL 59 72 21.5 -0.6
NYM 58 74 23.0 -0.6
PHI 49 83 32.0 -1.0
Central
CHC 72 60 0.5
MIL 69 64 3.5 0.0
STL 66 66 6.0 0.3
PIT 63 71 10.0 -0.6
CIN 56 77 16.5 -0.7
West
LAD 91 40 1.4
ARI 75 58 17.0 0.7
COL 72 61 20.0 0.3
SDP 59 74 33.0 -1.1
SFG 53 82 40.0 -1.0

Ps: SRS (Simple Rating System) é uma estatística que combina o saldo de corridas de uma equipe com a força das equipes já enfrentadas no seu calendário, de forma a apresentar o número de corridas que uma equipe é melhor ou pior que a média das equipes na liga. É uma maneira de tentar medir de maneiras mais exata o quanto uma equipe é boa em produzir ou prevenir corridas em relação aos possíveis componentes de sorte e azar que são feitas as vitórias e derrotas, e assim corrigir o peso que vitórias e derrotas com maior ou menor diferença de corridas e a força dos adversários teriam.



Comentários? Feedback? Siga-nos no twitter em @casadobeisebol e curta-nos no Facebook.

About The Author

Torcedor do Philadelphia Phillies, mostra que a paixão pelo beisebol não é uma escolha racional. Cada dia mais viciado pelo esporte, passa metade do dia assistindo aos jogos, lendo textos sobre beisebol ou discutindo as trades no fantasy.

Related Posts