Valendo pela última rodada da série A da LDB (Liga de Desenvolvimento de Beisebol), Cruzeiro Foxes, Pirates e Mavericks entraram em campo neste domingo (24), no campo do Dragons em Itapecerica da Serra.

Com o Foxes já eliminado, Mavericks com classificação garantida, restava ao Pirates, que entrou na rodada em quinto lugar, lutar pela quarta e última vaga para as semifinais. Mas para isso tinha de vencer e torcer por derrotas dos demais candidatos a vaga.

Cruzeiro Foxes 7 x 11 Pirates

O jogo começou equilibrado, com os dois times anotando duas corridas cada, logo na primeira entrada. Já na entrada seguinte o Pirates empregou um bom ritmo no ataque e abriu uma boa vantagem. Foram seis corridas na parte alta da entrada.

Na parte baixa o Foxes reagiu com três corridas, mantendo o placar ainda próximo. Mas após ceder novas três corridas na entrada seguinte, sem anotar nenhuma, a desvantagem ficou maior e com pouco tempo para recuperar.

Restou apenas a quarta entrada para uma reação, que veio, mas não o suficiente. Mais duas corridas e fim de jogo.

Destaque do jogo para Bruno Yudi do Pirates, contribuindo com três rebatidas em três idas ao bastão, impulsionando duas corridas, anotando outras três, além de três roubos de base.

Bruno Yudi com a rebatida pelo Pirates (Foto – Vinicius Farias/Agência Interbase)

Cruzeiro Foxes 2 x 11 Mavericks

Dominando o jogo desde o começo, impondo ritmo ofensivo, o Mavericks dominou o jogo em suas quatro entradas. Com três corridas na primeira entrada e outras quatro corridas na segunda, o placar já parecia definido.

A terceira entrada passou em branco para os dois times e apenas na entrada seguinte o Foxes anotaria suas duas corridas. Ainda restou tempo para o Mavericks anotar mais três corridas na parte baixa da entrada.

Destaque para Ivan Ulrich do Mavericks. O jogador conseguiu rebatida em duas das quatro oportunidades no bastão, impulsionando quatro corridas e anotando outras três.

Ivan Ulrich em ação pelo Mavericks (Foto – Vinicius Farias/Agência Interbase)

Pirates 6 x 4 Mavericks

Fechando o triangular, o jogo mais equilibrado do dia. O Pirates precisou de seis entradas e uma virada para vencer o Mavericks.

A maior parte das corridas saíram logo na primeira entrada. Na parte alta o Mavericks abriu o jogo com três corridas. A resposta do Pirates veio logo na sequência, virando o placar com quatro corridas na parte baixa. Depois ampliando com mais uma corrida na segunda entrada.

Já o Mavericks, após passar em branco pela segunda entrada, anotou sua quarta e última corrida na terceira. O Pirates ainda anotaria mais uma na quarta entrada, dando números finais ao marcador, zerado na quinta e sexta entradas.

Henrique Kise do Pirates foi o destaque do jogo. Contribuindo como arremessador por duas entradas, e no bastão com duas rebatidas em três oportunidades, com duas corridas impulsionadas e uma anotada.

Yudi Ono teve bom trabalho no bastão do Foxes (Foto – Vinicius Farias/Agência Interbase)

O Pirates fez a parte que lhe cabia, mas precisava de resultados que o ajudassem no triangular entre Engenharia Mackenzie, Furious e Underdogs para garantir a classificação. Uma vitória para cada um entre os três e campanha, em número de vitórias e derrotas, ficaram iguais entre os times. Mas com um saldo de corridas superior, a vaga ficou com o Pirates.