Stan Musial é um dos maiores ídolos não só do St Louis Cardinals, mas da história do beisebol. Líder do time durante duas décadas, entre 1941 a 1963, Musial ganhou três MVPs e venceu três World Series com a camisa dos Red Birds.

Em 1964, um ano se passara desde a aposentadoria de Musial do beisebol profissional — uma trajetória em que ele só vestiu a camisa dos Cardinals. E como parte de uma série de celebrações devido a grande carreira do outfielder, no dia 10 de novembro daquele ano aconteceu uma homenagem na cidade de Beverly Hills, Califórnia, no lendário restaurante Friars Club — fundado em 1904, que ainda existe em New York.

Aquela não foi uma celebração qualquer. Os Cardinals tinham vencido a World Series um mês antes, diante do New York Yankees, e a franquia estava em alta. Para lembrar os anos da carreira de Musial, uma lista de convidados de gala compareceram ao Friars naquela noite, incluindo os ícones do beisebol Sandy Koufax, Willie Mays, Don Drysdale, Leo Durocher, Bob Feller e Hank Greenberg. Além disso, Vin Scully, que já era narrador do Los Angeles Dodgers, também compareceu ao estabelecimento.

Única foto daquela noite. Em ordem: Danny Goodman, Musial, Mays, Sinatra, Koufax e Martin

Várias celebridades do show business estiveram lá, como Frank Sinatra e Dean Martin, que na época já compunham o famoso Rat Pack — grupo musical que também tinha a presença de Sammy Davis como líder e que fez história nos casinos de Las Vegas durante a década de 1960.

Sinatra sempre teve uma ligação estrita com o beisebol. O cantor já chegou a jogar como forma de recreação quando era jovem — inclusive criou uma equipe para organizar “peladas” — e acompanhou muitas partidas dos Dodgers quando morava na costa oeste — se mudou para lá na década de 1940, quando deixou o leste em busca de uma carreira cinematográfica em Hollywood e maiores oportunidades para cantar lá.

Esse jantar de gala para Musial era algo que Sinatra nunca poderia perder, pois ele era fã confesso do lendário jogador dos Cardinals. Durante a noite, Sinatra e Martin, como formavam uma excelente dupla, cantaram uma dúzia de músicas em homenagem ao ex-Red Bird, muitas famosas com adaptações para o jogador.

E, como se tratava de um restaurante em que sobrava bebida, muitas músicas com tons mais pesados também foram adaptadas. Tudo para apimentar mais a noite de festa, que se estendeu até de madrugada. O jornal The Sporting News cobriu aquela noite: “Musial recebeu vários aplausos, e no final agradeceu a todos com um humilde discurso após um show de Sinatra e Martin no palco do Friars”.

Pena que não há nenhum vídeo dessa histórica noite de homenagem a Musial no Friars. De qualquer maneira, aquele de 10 novembro de 1964 ficou marcado para a história da cultura popular como um evento que juntou vários gênios de diferentes segmentos em um único restaurante para celebrar a carreira de um ícone do esporte.


Comentários? Feedback? Siga-nos no twitter em @casadobeisebol e curta-nos no Facebook.

About The Author

Editor-chefe da Casa do Beisebol, entre 2015-2017 ocupei a mesma função no Segunda Base, além de ter trabalhado como administrador e fundador do Spinball Net entre 2011 a 2016. Ainda com passagem pelo ExtraTime. Respiro beisebol 24 horas por dia, também sou tipster e apostador profissional no Quero Apostar.

Related Posts