Chiba Lotte Marines

Títulos Nacionais: 4
Temporada 2016: 72 vitórias, 68 derrotas e 3 empates (Climax Series – Eliminado)

Terceiro lugar na Liga do Pacífico na temporada passada, os Marines, da cidade de Chiba, tentam manter o ritmo de classificação para Climax Series e quem sabe surpreender os favoritos em busca do quinto título nacional (1950, 1974, 2005 e 2010).

Fundado em 1950, em Tóquio, com o nome de Mainichi Orions, o time foi um dos cinco criados na expansão da JBL (Japanese Baseball League) para atual NPB. Até se mudar para a cidade atual, o time jogou em Tóquio e Kawasaki mudando de nome por três vezes (Daimai Orions, Tokyo Orions e Lotte Orions). A mudança definitiva aconteceu em 1992 com a ida para Chiba e a definição do nome Lotte Marines.

Em três das últimas quatro temporadas, o time esteve em terceiro na classificação do pacífico, mas em nenhuma delas chegou a Japan Series e não parece ser nesse ano que conseguirá. Com as saídas de jogadores importantes no bastão, o que tira um pouco do poder ofensivo do time, os Marines terão que brigar para se manter na terceira posição dos anos anteriores.

O time

O ataque do time de Chiba foi um dos piores do pacífico em 2016, mesmo assim, um de seus jogadores se destacou e viveu sua melhor temporada desde a chegada no time em 2007.

Katsuya Kakunaka teve um ano espetacular no bastão. Seu aproveitamento foi de 33,9% com 178 rebatidas, liderando o pacífico nas duas estatísticas e sendo o segundo melhor de toda a NPB. Além disso, contribuiu com 74 corridas anotas e outras 69 impulsionadas.

Com a saída do cubano Alfredo Despaigne, Kakunaka será praticamente a estrela solitária do time.

Katsuya Kakunaka no bastão (Facebook)

Para apoiar Kakunaka no ataque, o time, que além da saída do cubano, também perdeu o dominicano Yamaico Navarro, se reforçou com Jimmy Paredes. O dominicano, vindo do Philadelphia Phillies, teve uma temporada discreta em 2016, participando de 76 jogos pelo time, com um aproveitamento de 21,7% no bastão. Foram 31 rebatidas e 13 corridas anotadas no período.

Outro bom nome no ataque é o de Daichi Suzuki que teve um aproveitamento de 28,5% no bastão, com 143 rebatidas, sendo responsável por 62 corridas anotadas e 61 impulsionadas.

Com um grupo de abridores não muito confiável, dono da terceira pior marca em rebatidas cedidas, dois arremessadores destoam e se destacam no time.

Ayumu Ishikawa com o ERA de 2.16 (melhor do pacífico) e Hideki Wakui, ERA de 3.01 (sétimo melhor do pacífico), combinaram para 24 vitórias e 222 eliminações por strikeout, sendo Ishikawa o responsável por 14 destas vitórias (segundo melhor do pacífico). Do bullpen, Yuji Nishino foi o sexto melhor do pacífico em saves, com 21.

ZOZO Marine Stadium casa do time