Fukuoka Softbank Hawks

Títulos Nacionais: 9 (7x NPB e 2x JBL)
Temporada 2016: 83 vitórias, 54 derrotas e 6 empates (Climax Series – eliminado)

Terceiro maior campeão nacional, os Hawks, da cidade de Fukuoka, buscam derrubar seu recente algoz, os Fighters, e assim voltar à hegemonia de títulos dos anos anteriores e conquistar seu oitavo título de NPB (1959, 1964, 1999, 2003, 2011, 2014 e 2015).

Criado em 1938 em Osaka, com o nome de Nankai, o time também compõe a lista dos que existem desde a fase pré-NPB, na extinta JBL (Japanese Baseball League). Enquanto esteve em Osaka, a equipe mudou de nome três vezes (Kinki Nippon, Great Ring e Nankai Hawks), até se mudar para Fukuoka em 1989 e adotar o nome Daiei Hawks. Em 2005, após a venda para a empresa Softbank, é que o time adotou o nome atual.

As recentes campanhas do time, por si só, já o credenciariam pela briga do título no pacífico. Após um 2013 ruim quando ficou de fora da Climax Series, depois de ótimas campanhas nos anos anteriores, os Hawks engataram dois anos com a melhor campanha do pacífico, além da classificação em segundo lugar no último ano. Em 2017, o time que já era bom e agora está reforçado, promete destronar o atual campeão e chegar a Japan Series.

O time

O potente ataque do time de Fukuoka, segundo melhor em corridas anotadas na NPB, foi reforçado nessa intertemporada com a contratação de Alfredo Despaigne, vindo do Chiba Lotte Marines.

O cubano teve em 2016 seu melhor desempenho no bastão, desde sua chegada ao Japão em 2014. Seu aproveitamento foi de 28,5%, com 92 corridas impulsionadas (quinto melhor do pacífico), 24 home runs (sétimo melhor do pacífico) e 81 corridas anotadas (terceiro melhor do pacífico).

O jogador, que esteve com a seleção cubana durante o WBC, assinou contrato de três anos com os Hawks e promete ser o grande nome do time nos próximos anos.

Alfredo Despaigne firma contrato com os Hawks (Deportivo Jit)

Despaigne terá no ataque o apoio de três excelentes rebatedores, com grande desempenho na temporada passada: Yuji Yanagita, Seiichi Uchikawa e Nobuhiro Matsuda. Yanagita, considerado o melhor do time, teve seu desempenho atrapalhado com uma contusão que o tirou do último mês da temporada, mesmo assim foi dele o melhor aproveitamento no bastão com 30,6%, contribuindo com 82 corridas anotadas (segundo melhor do pacífico).

Os três jogadores combinaram para 223 corridas anotadas e 264 corridas impulsionadas, sendo Uchikawa responsável por impulsionar 106 delas (segundo melhor do pacífico). Rebatedor de potência do time, Matsuda bateu 27 home runs (quarto melhor do pacífico). O trabalho do trio é tão bom que, todos eles, figuram entre os 10 melhores da liga do pacífico em todas essas estatísticas.

O conjunto de abridores conta com três ótimos jogadores, responsáveis pelo segundo grupo de arremessadores que menos cederam corridas da NPB.

Kodai Senga e seu ERA de 2.61 (terceiro melhor do pacífico), Shota Takeda e Tsuyoshi Wada combinaram juntos para 482 stikeouts e mais de 40 vitórias, sendo Wada o melhor deles com 15 vitórias (melhor do pacífico). Vindo do bullpen, o norte-americano Dennis Sarfate foi o melhor fechador da NPB em 2016, somando 43 saves em 64 oportunidades.

Fukuoka Yafuoku! Dome casa do time