Hokkaido Nippon-Ham Fighters

Títulos Nacionais: 3
Temporada 2016: 87 vitórias, 53 derrotas e 3 empates (Japan Series – Vencedor)

Atual campeão da Japan Series, a final da NPB, os Fighters, da cidade de Sapporo, vão em busca de seu quarto título nacional (1962, 2006 e 2016).

Fundado em 1946 em Tóquio, com o nome de Senators, o time é mais um dos que compunham a fase-pré NPB, na extinta JBL (Japanese Baseball League). Até a mudança para Sapporo em 2004, o time atuou em Tóquio, dividindo espaço com o Yomiuri Giants, e teve diversos nomes (Tokyu Flyers, Toei Flyers e Nittaku Home Flyers). O atual nome de Nippon-Ham Fighters foi mudado em 1974, após a compra do time pela empresa Nippon Meat Packers, Inc.

Dono da melhor campanha na Liga do Pacífico em 2016, o time vem melhorando seu desempenho nos últimos anos, saindo de uma campanha negativa em 2013, a pior da liga, para estar entre os times que disputaram a Climax Series nos últimos três anos. Para a temporada 2017, os Fighters despontam como favorito a melhor campanha da liga e a finalista da Japan Series.

O time

Inegavelmente o grande nome do time de Sapporo é do arremessador Shohei Otani. O Babe Ruth japonês, como tem sido apelidado, é o maior nome do time e da NPB. Visto com bons olhos pela MLB, o jovem jogador ainda não pode se mudar para os EUA, mas provavelmente o fará em breve.

Em 2016, Otani teve seu melhor ano como arremessador e também como rebatedor designado. Com números absurdos no bastão e no montinho, o jogador que levou o prêmio de MVP da Liga do Pacífico, só não levou mais prêmios de melhor da NPB devido ao número inferior de jogos que disputou no montinho.

No montinho, seu ERA de 1.86 seria o melhor de toda a liga, mas como não alcançou o número mínimo de 144 entradas, não pôde entrar nas estatísticas dos melhores. Além disso, Otani foi responsável por 174 strikeouts (terceiro melhor do pacífico) e 10 vitórias (oitavo melhor do pacífico).

No bastão seu aproveitamento foi de 32,2%, o que o colocaria como quinto melhor da NPB. Contribuindo com 22 home runs e 67 corridas impulsionadas, Otani é com certeza uma grande ameaça no bastão.

Shohei Otani é a maior estrela da NPB (Getty Images)

Mas um time campeão não se faz com apenas um jogador e nesse caso o time tem um grupo de arremessadores bem consistente, sendo o time que menos cedeu corridas e o segundo que menos cedeu rebatidas na NPB.

Os abridores Kohei Arihara e seu ERA de 2.94 (quinto melhor do pacífico), Hirotoshi Takanashi (Novato do ano da Liga do Pacífico) e Hirotoshi Masui combinaram juntos para mais de 30 vitórias. O fechador norte-americano, recém-chegado ao time, Chris Martin dono de 21 saves em 52 oportunidades é peça importante do bullpen.

No bastão três nomes se destacam: Haruki Nishikawa, Brandon Laird e Sho Nakata. Nishikawa foi o de melhor aproveitamento no bastão com 31,4%, com 155 rebatidas e 76 corridas anotadas, figurou entre os melhores da liga nessas estatísticas. Laird e Nakata são os rebatedores de potência, combinando juntos para 64 home runs e 207 corridas impulsionadas. Laird foi o melhor do pacífico em home runs e Nakata o melhor em corridas impulsionadas, sendo, os dois, o segundo melhor da NPB nessas estatísticas.

Sapporo Dome, casa do time