Outra divisão que fez sua última rodada, neste domingo (24), foi a série AA da LDB (Liga de Desenvolvimento de Beisebol). Disputada também no campo do Dragons em Itapecerica da Serra, Nguelche, FEA (B) e Medicina Sorocaba encerraram a primeira fase.

Os quatro classificados para a semifinal já estavam definidos. Logo, o time do Nguelche, um dos quatro, jogava para definir a colocação final. FEA precisava de vitórias para se manter entre os seis que permanecem na divisão. Para o time de Sorocaba, a luta era para sair da última posição, precisando de vitórias e saldo para se manter na divisão.

Med. Sorocaba 0 x 13 Nguelche

O Nguelche dominou o jogo desde o início e não deu chances para o time de Sorocaba nas cinco entradas do jogo.

Anotando corridas em todas as entradas, o Nguelche abriu três corridas de vantagem logo na primeira entrada. Ampliando com mais quatro corridas na segunda e outras cinco corridas na terceira entrada.

A quarta entrada foi a mais econômica, com apenas uma corrida. Faltando pouco tempo no relógio e sem a necessidade de ir ao bastão na parte baixa da quinta entrada, o jogo acabou após a passagem em branco pelo bastão da equipe de Sorocaba.

Destaques do jogo para Jeferson Sena e Satiro Watanabe, ambos do Nguelche, contribuindo os dois com duas rebatidas em duas idas ao bastão, anotando duas corridas e dois roubos de base cada um.

Celso Sato do Nguelche com o contato (Foto – Vinicius Farias/Agência Interbase)

Med. Sorocaba 9 x 23 FEA (B)

O placar elástico pode ser interpretado de forma errônea, passando a sensação de um domínio da FEA durante todo o jogo, mas por incrível que pareça, metade das quatro entradas do jogo foi de domínio do Medicina Sorocaba.

Logo na primeira entrada o time de Sorocaba abriu uma vantagem com sete corridas na parte baixa da entrada. Na entrada seguinte ampliou com mais uma corrida. Até o momento sem resposta do adversário.

Mas o domínio do jogo mudou de lado e a FEA desencantou e atropelou. Apenas na parte alta da terceira da entrada, o time anotou suas primeiras corridas e já passou à frente no marcador, com 11 corridas.

Na quarta entrada a vantagem aumentou com mais 12 corridas, deixando o jogo com o placar praticamente definido. Restou apenas a parte baixa da entrada para o time de Sorocaba anotar sua última corrida.

Diogo Tanaka da FEA foi o destaque do jogo, com três rebatidas em cinco oportunidades no bastão, impulsionando três corridas e anotando outras quatro, além de três roubos de base.

Gustavo Yoshitake da FEA, responsável pelo único HR da rodada (Foto – Vinicius Farias/Agência Interbase)

Nguelche 16 x 4 FEA (B)

Dominando a partida e anotando corrida em todas as entradas novamente, o Nguelche confirmou o bom momento do time com a vitória em quatro entradas.

Repetindo o primeiro jogo, o time abriu o placar com três corridas na primeira entrada e depois ampliou com mais quatro na segunda. FEA anotou sua primeira corrida na parte baixa da segunda entrada.

Na terceira entrada o Nguelche anotou mais seis corridas e ampliou na quarta entrada com mais três corridas. Na parte baixa da entrada a FEA anotou as últimas três corridas para fechar o placar do jogo.

Destaque do jogo, Celso Sato do Nguelche, contribuiu com duas rebatidas em quatro idas ao bastão, impulsionando duas corridas e anotando outras três.

Rodolfo Moreli do Medicina Sorocaba no bastão (Foto – Vinicius Farias/Agência Interbase)